quarta-feira, 7 de maio de 2014

Arte de florianense

Vamos conferir
Natureza-morta. F.D.Óleo sobre tela (90 cm x 70cm)
A  autora do quadro é autodidata e será identificada por letras iniciais, pois não quer aparecer em nenhum tipo de mídia. 
Começou a pintar sob a influência da sua mãe que gostava de fazer trabalhos manuais. Sempre gostou de aprender coisas novas, gostava de fazer cópias de desenho e começou a pintar por hobby.
Não se considera uma artista porque ainda acha que sua arte não está madura e não encontrou um estilo próprio.
Gosta de pintar casarios e naturezas-mortas. Já participou de exposições coletivas, mas nunca expôs sozinha. Vende seus quadros fora.
Os artistas que admira são Van Gogh e Rubens. A mesma por não ter um estilo próprio faz uma mistura de técnica e materiais como pedras, barbante e tecido.

Apresentação da pintura
  
O primeiro contato visual com a obra em análise, o olhar do leitor é conduzido pela superfície da tela retangular, cujo percurso proposto pela artista passeia por todo o espaço.
Cores, linhas, manchas e volumes formam a composição que está distribuída de forma assimétrica, porém harmoniosa na mistura de cores e equilibrada pela distribuição dos pesos.
As figurações constroem-se em justaposição/sobreposição sobre um fundo manchado de tons terrosos aos neutros marcados pela sombra que acentua o volume das formas.

Esteticamente percebemos que a imagem deixa um peso no olhar por conta das cores terrosas na parte inferior impedindo-nos ou causando certa dificuldade em levantar os olhos para parte superior no quadro. Como artista ainda em aprendizado, a mesma pode ter pecado quanto à disposição das figuras, porém demonstra ter domínio do desenho trazendo sua pintura às tendências modernistas.

Pesquisar aqui

Frase do dia