quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Revisão do Enem 2012



De olho no Enem, vamos nos exercitar. 
Aqui está o exercício aplicado na revisão do dia 31/10.

1.        Observe as figuras abaixo  A, B, C, e D


Qual podemos apontar como exemplo de trabalho típico realizado por um escriba egípcio?
a)     Todas as opções são exemplos de escrita hieroglífica desenvolvida por um escriba
b)     As imagens A e C são exemplos de hieróglifos realizados por um escriba
c)     As imagens B e D podem ser exemplos de hieróglifos realizados por um escriba
d)     Apenas a imagem A pode ser considerada exemplo de escrita realizada por um escriba
e)     Apenas a imagem C pode ser considerada como tipo de escrita desenvolvida por um escriba




2.     Na obra Mineradores, de Cândido Portinari (1903-1962), apresentada abaixo:
 Fonte: http://galeria-candido-portinari.blogspot.com.br/2008/10/mineradores.html
a)     Observa-se que a obra revela características acadêmicas: ausência de traços bem delineados nas figuras representadas e nas fisionomias dos personagens.
b)     As figuras são representadas a partir de formas geométricas como o cubo, o triângulo e o quadrado, característica típica do estilo artístico denominado Cubismo.
c)     Identifica-se um ambiente em que os mineradores demonstram sentimentos de alegria e felicidade por mais um dia de trabalho.
d)     Observa-se uma composição onde o artista ressalta o trabalho intelectual dos mineradores em busca da riqueza tão desejada.
e)     Observa-se que a obra apresenta características modernistas, sem intenção de representar as figuras e as fisionomias dos personagens bem delineados.

3.     Este é um quadro do pintor flamengo Rubens (1577-1640). A propósito, formulam-se algumas observações. Leia-as e responda ao que se segue:
I.          As mulheres no quadro possuem formas opulentas e brancas, bastante diferentes dos padrões de beleza feminina contemporâneo.
II.          Evidentemente, essa concepção do corpo feminino corresponde tão somente a um gosto estético particular do pintor.
III.          É possível estabelecer um paralelo estético entre esse tipo de beleza física e o atualmente cortejado pelas mulheres (magras e bronzeadas), com inegáveis vantagens para os padrões, no tocante ao belo.
IV.          A idéia da gordura, na época de Rubens – em que fome e desnutrição eram ameaças – era associada à sobrevivência e bem-estar.
a)     I, apenas
b)     IV, apenas
c)     II e IV, apenas
d)     I e III, apenas.
e)     I e IV, apenas.

Leia o fragmento a seguir para responder a questão
[...] Nós cantaremos as grandes multidões movimentadas pelo trabalho, pelo prazer, pela revolta; as marés multicoloridas e polifônicas das revoluções nas capitais modernas; a vibração noturna dos arsenais e dos estaleiros sob suas violentas luas ecléticas ; as estações glutonas comedoras de serpentes que fumam; as usinas suspensas nas nuvens pelos barbantes de suas fumaças ; as pontes para pulos de ginastas lançadas sobre a cutelaria diabólica dos rios ensolarados ; os navios aventureiros farejando o horizonte ; as locomotivas de grande peito ,que escoucinham os trilhos , como enormes cavalos de aço freados por longos tubos , e o vôo deslizante dos aeroplanos , cuja hélice tem os estalos da bandeira e os aplausos da multidão entusiasta.
(IN Gilberto Mendonça Teles. Vanguarda Europeia e Modernismo brasileiro. Rio de Janeiro: José Olympio, 2012)

4.    (FACID/2012.1) Os movimentos artísticos do início do século XX ousaram bastante no plano da linguagem criando imagens surpreendentes. O texto é exemplo de Vanguarda
(A)     Dadaísta que pregou a anarquia e o deboche à arte do passado num tom de revolta e desesperança cultural frente à tecnologia
(B)     Cubista por fragmentar as “grandes multidões” com o intuito de reconstruí-las utilizando as formas geométricas e o humor descabido.
(C)    Surrealista por crer numa arte baseada somente no ato de “sonhar acordado” através da manifestação direta das zonas da mente sem o elemento da racionalidade.
(D)    Expressionista ao relatar que a arte emana do subconsciente individual e deve produzir imagens grotescas que revelam angústia e dor do ser humano.
(E)     Futurista que glorificavam a velocidade das máquinas e propuseram uma total renovação da arte num tom agressivo e crítico  ao defender a liberdade de expressão.

A partir dos textos a seguir, responda á questão

TEXTO I
(Toca do Salitre – Piauí. Disponível em: http://wwwfumdham.org.br) Acesso em: 27out. 2012.
TEXTO II
Arte Urbana. Foto: Diego Singh. Disponível em: http://www.diaadia.pr.gov.br. Acesso em: 27 out. 2012.

5.    (ENEM/2011) O grafite contemporâneo, considerado em alguns momentos como arte marginal, tem sido comparado às pinturas murais de várias épocas e às escritas pré-históricas. Observando as imagens apresentadas, é possível reconhecer elementos comuns entre os tipos de pinturas murais, tais como
(A)       A preferência por tintas naturais, em razão de seu efeito estético
(B)       A inovação na técnica de pintura, rompendo com modelos estabelecidos
(C)      O registro do pensamento e das crenças das sociedades em várias épocas
(D)      A repetição dos temas e a restrição de uso pelas classes dominantes
(E)       O uso exclusivista da arte para atender aos interesses da elite.

6.   Utilizadas desde a Antiguidade, as colunas, elementos verticais de sustentação, foram sofrendo modificações e incorporando novos materiais com ampliação de possibilidades. Ainda que as clássicas  colunas gregas sejam retomadas, notáveis inovações são percebidas, por exemplo, nas obras de Oscar  Niemeyer, arquiteto brasileiro nascido no Rio de Janeiro em 1907. 
 Brasília 50 anos. Veja Nº 2.138, nov. 2009
No desenho de Niemeyer, das colunas do Palácio da Alvorada, observa-se
a)       a presença de um capitel muito simples, reforçando a sustentação.
b)       o traçado simples de amplas linhas curvas opostas, resultando em formas marcantes.
c)        a disposição simétrica das curvas, conferindo saliência e distorção à base.
d)       oposição de curvas em concreto, configurando certo peso e rebuscamento.
e)       o excesso de linhas curvas, levando a um exagero na ornamentação.
˜LEIRNER, N. Tronco com cadeira (detalhe), 1964.Disponível em: http://www.itaucultural.org.br. Acesso em: 27 jul. 2010.
Nessa estranha dignidade e nesse abandono, o objeto foi exaltado de maneira ilimitada e ganhou um significado que se pode considerar mágico. Daí sua "vida inquietante e absurda”. Tornou-se ídolo e, ao mesmo tempo, objeto de zombaria. Sua realidade intrínseca foi anulada.
JAFFÉ, A. O simbolismo nas artes plásticas. In: JUNG, C.G. (org.).
O homem e os seus símbolos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

7. A relação observada entre a imagem e o texto apresentados permite o entendimento da intenção de um  artista contemporâneo. Neste caso, a obra apresenta características funcionais e de sofisticação decorativa.
a)       futuristas e do abstrato geométrico.
b)       construtivistas e de estruturas modulares.
c)        abstracionistas e de releitura do objeto.
d)     figurativas e de representação do cotidiano.

PICASSO, P. Guernica . Óleo sobre tela. 349 X 777 cm. Museu Reina Sofia, Espanha, 1937.
Disponível em: http://www.fddreis.files.wordpress.com. Acesso em: 26 jul. 2010.
 8.  (ENEM/2011) O pintor espanhol Pablo Picasso (1881 - 1973), um dos mais valorizados no mundo artístico, tanto em termos financeiros quanto históricos, criou a obra Guernica em protesto ao ataque aéreo à pequena cidade  basca de mesmo nome. A obra, feita para integrar o Salão Internacional de Artes Plásticas de Paris,  percorreu toda a Europa, chegando aos EUA e instalando-se no MoMA, de onde sairia apenas em 1981. Essa obra cubista apresenta elementos plásticos identificados pelo
a)       Painel ideográfico, monocromático, que evoca várias dimensões de um evento, renunciando à realidade, colocando-se em plano frontal ao espectador.
b)       horror da guerra de forma fotográfica, com o uso da perspectiva clássica, envolvendo o espectador nesse  exemplo brutal de crueldade do ser humano.
c)        uso das formas geométricas no mesmo plano, sem emoção e expressão, despreocupado com o volume, a perspectiva e a sensação escultórica.
d)       esfacelamento dos objetos abordados na mesma narrativa, minimizando a dor humana a serviço da objetividade, observada pelo uso do claro-escuro.
e)       uso de vários ícones que representam personagens fragmentados bidimensionalmente, de forma fotográfica livre de sentimentalismo.
  MONET, Claude. Moça com sobrinha,
9.    (ENEM/2010) Em busca de maior naturalismo em suas obras e fundamentando-se em novo conceito estético, Monet, Degas, Renoir e outros artistas passaram a explorar novas formas de composição artística, que resultaram no estilo denominado Impressionismo. Observadores atentos da natureza, esses artistas passaram a
a)       retratar, em suas obras, as cores que idealizavam de acordo com o reflexo da luz solar nos objetos.
b)       usar mais a cor preta, fazendo contornos nítidos, que melhor definiam as imagens e as cores do objeto representado.
c)        retratar paisagens em diferentes horas do dia, recriando, em suas telas, as imagens por eles idealizadas.
d)       usar pinceladas rápidas de cores puras e dissociadas diretamente na tela, sem misturá-las antes na paleta.
e)       usar as sombras em tons de cinza e preto e com efeitos esfumaçados, tal como eram realizadas no Renascimento.

Leia os textos a seguir e responda a questão abaixo.
ECKHOUT, A. “Índio Tapuia” (1610-1666). Disponível em: http://www.diaadia.pr.gov.br . Acesso em: 9 jul. 2009.
A feição deles é serem pardos, maneira d’avermelhados, de bons rostos e bons narizes, bem feitos. Andam nus, sem nenhuma cobertura, nem estimam nenhuma cousa cobrir, nem mostrar suas vergonhas. E estão acerca disso com tanta inocência como têm em mostrar o rosto.
CAMINHA, P. V. A carta. Disponível em: www.dominiopublico.gov.br . Acesso em: 12 ago. 2009.

10.     (ENEM 2009) Ao se estabelecer uma relação entre a obra de Eckhout e o trecho do texto de Caminha, conclui-se que
a)       ambos se identificam pelas características estéticas marcantes, como tristeza e melancolia, do movimento romântico das artes plásticas.
b)       o artista, na pintura, foi fiel ao seu objeto, representando-o de maneira realista, ao passo que o texto é apenas fantasioso.
c)        a pintura e o texto têm uma característica em comum, que é representar o habitante das terras que sofreriam processo colonizador.
d)       o texto e a pintura são baseados no contraste entre a cultura europeia e a cultura indígena.
e)       há forte direcionamento religioso no texto e na pintura, uma vez que o índio representado é objeto da catequização jesuítica

TEXTO I
Desiguais na fisionomia, na cor e na raça, o que lhes assegura identidade peculiar, são iguais enquanto frente de trabalho. Num dos cantos, as chaminés das indústrias se alçam verticalmente. No mais, em todo o quadro, rostos colados, um ao lado do outro, em pirâmide que tende a se prolongar infinitamente, como mercadoria que se acumula, pelo quadro afora.
(Nádia Gotlib. "Tarsila do Amaral, a modernista")

11. (ENEM )O texto aponta no quadro de Tarsila do Amaral um tema que também se encontra nos versos transcritos em:
a) "Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas."(Vinícius de Moraes)

b) "Somos muitos severinos
iguais em tudo e na sina:
a de abrandar estas pedras
suando-se muito em cima."(João Cabral de Melo Neto)

c) "O funcionário público
não cabe no poema
com seu salário de fome
sua vida fechada em arquivos."(Ferreira Gullar)

d) "Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os
sonhos do mundo."(Fernando Pessoa)

e) "Os inocentes do Leblon
Não viram o navio entrar (...)
Os inocentes, definitivamente inocentes tudo
ignoravam,
mas a areia é quente, e há um óleo suave
que eles passam pelas costas, e aquecem."(Carlos Drummond de Andrade)

O movimento "hip-hop" é tão urbano quanto as grandes construções de concreto e as estações de metrô, e cada dia se torna mais presente nas grandes metrópoles mundiais. Nasceu na periferia dos bairros pobres de Nova lorque. É formado por três elementos: a música (o rap), as artes plásticas (o grafite) e a dança (o "break"). No "hip-hop" os jovens usam as expressões artísticas como uma forma de resistência política.
Enraizado nas camadas populares urbanas, o "hip-hop" afirmou-se no Brasil e no mundo com um discurso político a favor dos excluídos, sobretudo dos negros. Apesar de ser um movimento originário das periferias norte-americanas, não encontrou barreiras no Brasil, onde se instalou com certa naturalidade - o que, no entanto, não significa que o "hip-hop" brasileiro não tenha sofrido influências locais. O movimento no Brasil é híbrido: rap com um pouco de samba, "break" parecido com capoeira e grafite de cores muito vivas.                                                                                                                            (Adaptado de "Ciência e Cultura", 2004)
12.       De acordo com o texto, o "hip-hop" é uma manifestação artística tipicamente urbana, que tem como principais características
a)        ênfase nas artes visuais e a defesa do caráter nacionalista.
b)        a alienação política e a preocupação com o conflito de gerações.
c)         a afirmação dos socialmente excluídos e a combinação de linguagens.
d)        a integração de diferentes classes sociais e a exaltação do progresso.
e)        a valorização da natureza e o compromisso com os ideais norte-americanos.

13.       Em qual das obras a seguir identifica-se o estilo de Anita Malfatti criticado por Monteiro Lobato no artigo?
GABARITO
1) D
2) E
3) E
4) E
5) C
6) B
7) C
8) A
9) D
10) C
11) B
12) C
13) E

Pesquisar aqui

Frase do dia