segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Borboletas de Zagorsk



O documentário é muito importante, pois mostra como os educadores russos ensinam crianças com surdocegueira. Eu já os conhecia e havia gravado todos os vídeos Borboletas de Zargosky e agora tive a oportunidade de revê-los, o que para mim sempre é muito bom.

O vídeo mostra o trabalho desenvolvido em uma escola russa cuja inspiração vem dos estudos de Vygotsky, cuja teoria aborda a noção de que o desenvolvimento intelectual das crianças ocorre devido ao processo de interação social e as condições de vida a que ela é submetida.

É um trabalho brilhante e motivador que nos mostra uma grande lição, pois muitas vezes ficamos nos lastimando em nossas classes com crianças normais dizendo que não sabemos o que fazer para elas aprenderem, entretanto aquela equipe que tem todos os obstáculos em sua frente segue adiante focalizando o seu objetivo de fazer com que aquelas crianças vejam, escutem e falem através das pontas dos dedos. Isso me faz ir em frente e renova a esperança de que conseguiremos uma escola realmente inclusiva, precisamos apenas termos boa vontade e nos qualificar sempre, pois é papel da escola promover a plena inserção do indivíduo na sociedade e, direito de todos terem uma educação de qualidade.


O Atendimento Educacional Especializado – AEE atua como apoio técnico/pedagógico aos professores de classes regulares e os alunos com deficiências, porém ainda são inúmeras dificuldades que a escola enfrenta para atuar efetivamente a inclusão. Mas a própria Helen Keller dizia que: “Não há barreiras que o ser humano não possa transpor.” E que: “Não é a cegueira, mas a atitude das pessoas que vêem, face às pessoas cegas que constitui a mais difícil carga a suportar.” 
Toda a série é importante. Confira os outros vídeos ao lado.

Pesquisar aqui

Frase do dia